Sejam Todos Bem-Vindos

Mensagem do Diretor

 

            A comunidade escolar espera que os segmentos envolvidos diretamente no processo de ensino e de aprendizagem – gestores, educadores, funcionários e estudantes – possam qualificar seus trabalhos para maior eficiência e aproveitamento dos recursos aqui consignados sob a nossa responsabilidade social e administrativa. Somos guardiões dos bens materiais e imateriais do conhecimento, tarefa que não nos foi dada como presente, mas que é, sobretudo, fruto dos talentos e esforços que se vocacionaram ao longo de um lento e permanente processo formativo vivenciado por todos os educadores e por toda a vida docente.

Vivemos um contexto social de desvalorização do ser humano em favor das lógicas economicistas; não é de se admirar que em meio às contradições geradas a partir dessa visão, a educação formal tenha perdido uma de suas principais funções que é a formação crítica para a cidadania. Formamos , quando muito, especialistas, técnicos e operários que produzem para um mercado para o qual não são convidados a participar, a não ser de quatro em quatro anos para legitimar o sistema que os engendram. Faz-se necessário, portanto, a construção de processos avaliativos das práticas de ensino em curso nos sistemas educacionais objetivando não só a mera constatação dos fatos aqui vivenciados, mas a mera possibilidade de que a partir da visualização destes possamos construir ações que busquem a superação das situações limites (Freire) aqui postas não como impossibilidades, mas como obstáculos a serem superados.

A comunidade escolar é chamada a redesenhar seus caminhos construindo um processo avaliativo vivo que deverá dar conta dos desafios postos. Esta é uma ação política da educação no seu sentido maior, pois requer de seus partícipes o estabelecimento de pactuações e acordos que deverão se cumprir, coletiva e individualmente, ao longo de um período.

 Tu me ensinas
Que eu te ensino-
O caminho no caminho
Com tuas pernas
Minhas pernas andam mais

João Soares